O CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ENFERMAGEM NA VISÃO DOS GERENTES DE ENFERMAGEM E DOS ENFERMEIROS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA1

Ana Lúcia Queiroz Bezerra2


BEZERRA, A L Q.  O contexto da educação continuada em enfermagem na visão dos gerentes de enfermagem e dos enfermeiros de educação continuada. Revista Eletrônica de Enfermagem (on-line), v. 4, n. 1, p. 66, 2002. Resumo. Disponível em http://www.fen.ufg.br


RESUMO  O mundo vive um momento de mudanças, afetando a estrutura, a cultura e os processos de trabalho, fazendo com que as pessoas busquem formas de adaptação e agreguem novos valores para atender as demandas sociais do mercado. Um dos desafios para os serviços de saúde é a adoção de medidas para a satisfação dos clientes. Para a enfermagem, inserida neste cenário, o desafio é investir em seus recursos humanos, utilizando-se da educação continuada como ferramenta para promover o desenvolvimento das pessoas e assegurar a qualidade do atendimento aos clientes. O estudo teve por objetivo analisar os serviços de educação continuada sob a ótica dos gerentes de enfermagem e dos enfermeiros de educação continuada. Foram pesquisadas 33 instituições de saúde do município de São Paulo que possuíam serviços de educação continuada estruturados e coordenados por enfermeiros. Os dados foram coletados por meio de dois questionários compostos por afirmativas, cujas respostas pautaram-se numa graduação sob a forma de escala de Likert.  Suas afirmativas foram distribuídas por categorias e subcategorias que expressavam concepções sobre: filosofia das organizações incluindo o gerenciamento de recursos humanos e o trabalho dos gerentes; o contexto dos serviços de educação continuada, contemplando a organização do serviço de educação continuada e o seu inter-relacionamento com os demais serviços das instituições de saúde; o enfermeiro de educação continuada com abordagem no perfil e seu trabalho. Pela análise das afirmativas dos gerentes de enfermagem e dos enfermeiros de educação continuada, foi revelado que o conhecimento da filosofia organizacional auxilia no entrosamento entre estes profissionais, devendo nortear o desenvolvimento de suas atividades para atingir melhores resultados no trabalho; que os serviços de educação continuada nas instituições de saúde devem orientar o direcionamento das atividades educativas, sendo voltados para a realidade institucional e necessidades do pessoal, proporcionando o desenvolvimento profissional e influenciando na qualidade da assistência de enfermagem; que o enfermeiro de educação continuada tenha a formação compatível com a de um educador, devendo buscar continuamente o autodesenvolvimento, sendo capaz de influenciar as pessoas na busca do conhecimento e compartilhe seu trabalho com todos os responsáveis pelo gerenciamento da assistência de enfermagem nas instituições de saúde.

 


1 Tese de Doutorado apresentada ao Programa Interunidades de Doutoramento em Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, sob orientação da Profa. Dra. Sonia Dela Torre Salzano;

2 Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunto da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás