Artigo Original

 
Costa RO, Oliveira ICS. Produção científica dos congressos brasileiros de enfermagem nos anos 70: contribuição para a enfermagem pediátrica. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2006;8(1):83-90. Available from: http://www.fen.ufg.br/revista/revista8_1/original_11.htm.
 

Produção científica dos congressos brasileiros de enfermagem nos anos 70: contribuição para a enfermagem pediátrica

 

Scientific production from the brazilian nursing congresses in the 70’s: contribuition for pediatric nursing

 

Producción científica de los congressos brasileños de enfermeria, en los anos 70: contribución para la enfermería de pediátrica

 

 

Renata Oliveira da CostaI, Isabel Cristina dos Santos OliveiraII

IGraduanda do 8ºperíodo do Curso de Graduação em Enfermagem e Obstetrícia da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EEAN/ UFRJ), RJ. Bolsista de Iniciação Científica / CNPq.

IIDoutora em Enfermagem. Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem Médico - Cirúrgica da EEAN/ UFRJ. Rio de Janeiro, RJ. Orientadora, Coordenadora do Projeto Integrado de Pesquisa/ CNPq. Líder do Grupo de Pesquisa – Saúde da Criança/ Cenário Hospitalar. Pesquisadora/CNPq. E-mail: chabucris@ig.com.br

 

 


RESUMO

Trata-se de um estudo histórico, que enfoca a produção científica acerca da temática “Saúde da Criança” dos Congressos Brasileiros de Enfermagem nos anos 70, destacando os temas oficiais e livres dos referidos eventos. Os objetivos são: verificar o número de temas oficiais e livres apresentados nos CBEn e identificar as temáticas relacionadas à saúde da criança. Constata-se que a referida temática foi pouco abordada, sendo que o XXVII CBEn, em 1975, e o XXX CBEn, em 1978, apresentaram os maiores percentuais, ou seja, 1,53% de temas oficiais e 3,08% de temas livres relacionados à temática respectivamente.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica; Congressos; Saúde da Criança.


ABSTRACT

This is a historical study which focuses the scientific production on the “Child's Health” theme from Brazilian Nursing Congresses (CBEn) in the 70's, highlighting official and free themes from the referred events. The objectives of the study are: Verifying the number of official and free themes presented on the CBEn and Identifying subjects related to Child's Health. It was stated that the referred theme was not very mentioned, although the XXVI CBEn, in 1975, and the XXX CBEn in 1978 presented the greatest rates, 1, 53% on official themes and 3, 08% on free themes related to the subject described.

Keywords: Pediatric Nursing; Congresses; Child Health.


RESUMEN

Estudio histórico, que enfoca la producción científica referente a la temática ";salud del niño";, de los Congresos Brasileños de Enfermería en los años 70, separando los temas oficiales y libres relacionados al evento. Los objetivos son: verificar el número de temas oficiales y libres presentados en los CBEn e identificar los temas relacionados con la salud del niño. Es evidente que el tema citado fue poco abordado, aún que el XXVII CBEn, en 1975, y el XXX CBEn, en 1978, habían presentado los mayores porcentajes, o sea, 1,53% de temas oficiales y 3,08% de temas libres relacionados con el tema respectivamente.

Palabras-clave: Enfermería Pediátrica; Congresos; Salud del Niño.


 

 

INTRODUÇÃO

Desde 1947, quando ocorreu o 1º Congresso Nacional de Enfermagem (atual – Congresso Brasileiro de Enfermagem) em São Paulo, nas dependências da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP), e por muito tempo, os CBEn representaram os únicos espaços de discussão, atualização e descrição dos trabalhos da enfermagem, pois permitiam envolver na discussão as enfermeiras de todo o Brasil. Ao término de cada congresso, eram aprovadas as recomendações que eram encaminhadas às diferentes instâncias políticas. Apesar da introdução de outros eventos mais setoriais ou de especialidades, os CBEn representam, até hoje, espaços privilegiados de encontro nacional das enfermeiras dos diferentes cenários de prática, em consonância com a sua finalidade, exposta desde 1947, pela Comissão de Estatuto da Associação Brasileira de Enfermagem ABEn. (CARVALHO, 1976).

Ainda, CARVALHO (1976, p. 9), ressalta que a” Associação realizará um ou mais Congressos anualmente para promover a aproximação das sócias, apresentação de trabalhos técnico-científicos e proporcionar aos seus membros facilidades para melhor conhecimento do País, em geral, e de desenvolvimento da enfermagem no Brasil, em particular.”

Desde 1947 até a atualidade, os CBEn, refletem um movimento da enfermagem em busca de sua definição, enquanto profissão e uma prática social no conjunto das práticas da saúde, numa visão idealizada, normatizadora e descontextualizada, quando muito imitativa de outras realidades, para situar-se histórica e socialmente, acompanhando o movimento geral da construção do conhecimento. (BERTOLOZZI et al, 2000).

A dinâmica de apresentação dos temas dos CBEn possibilita entender as transformações histórico – sociais e econômicas do país, e principalmente, a trajetória histórica e a consolidação da profissão - enfermagem.

Considerando o discurso das enfermeiras nos Anais dos CBEn, acredito que possa entender uma das facetas para a institucionalização da especialidade – enfermagem pediátrica. Desta forma, o objeto de estudo é a produção científica dos Congressos Brasileiros de Enfermagem nos anos 70.

Este recorte temporal se justifica tendo em vista que, este estudo está inserido no Projeto Integrado de Pesquisa/CNPq, intitulado: “A Institucionalização da Enfermagem Pediátrica: da Prática à Especialidade nos anos 70”, sendo que, em 1970, foi apresentado um tema livre no CBEn, que abordou a assistência integral ao prematuro, e em 1979 um tema livre, que enfocou a importância da assistência de enfermagem na realimentação do desnutrido em ambulatório.

Os objetivos do estudo são: verificar o número de temas oficiais e livres apresentados nos CBEn nos anos 70; e identificar as temáticas relacionadas à saúde da criança;

 

AS TEMÁTICAS DOS CONGRESSOS BRASILEIROS DE ENFERMAGEM NOS ANOS 70: UMA SÍNTESE

A década de 70 está relacionada diretamente a predominância da assistência curativa individualizada, favorecendo a expansão da rede de assistência médico-hospitalar privada. Os hospitais assumem uma posição central na prestação de saúde, acentuando cada vez mais a dicotomia entre as ações curativa e preventiva, e concentrando diversas especialidades médicas.

Vale destacar que para o aperfeiçoamento da assistência de enfermagem à criança, tornou-se necessário uma especialização em Enfermagem Pediátrica, que surgiu a partir da prática médica especializada (OLIVEIRA, 2003).

No que tange a enfermagem, nessa época houve um incremento dos cursos de pós-graduação com a criação de novos cursos de especialização, inclusive em Enfermagem Pediátrica. Segundo FERRIANI et al (1985), organiza-se curso de especialização, principalmente na área de pediatria, destacando-se o da Escola Paulista de Enfermagem (atual Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo), na década de 70. Após esta época, houve um crescimento progressivo da produção científica em enfermagem, determinada pelo aumento do número de cursos de pós-graduação lato sensu.

A implementação dos cursos de pós-graduação atende não só à demanda de enfermeiras qualificadas para o ensino, mas também a especialização crescente da medicina e da tecnologia hospitalar. Assim, os currículos de graduação e de pós-graduação em enfermagem concentram-se no enfoque curativo e nos estágios hospitalares. (BERTOLOZZI et al, 2000, p. 33).

No final da década de 70 ocorreu, no CBEn, uma aderência das temáticas à estrutural conjuntura da época, focalizando como tema central a situação de saúde no país e estimulando os profissionais a discutirem os desafios que se colocavam para a área.

Nessa década, observa-se uma oscilação dos temários dos CBEn das questões mais coletivas para assistência individual de enfermagem. Isso fica mais claro nos temas de cada congresso descritos sucintamente, a seguir. Em 1970, o XXII CBEn que ocorreu em São Paulo, teve como temas oficiais, a integração do recém - graduado na vida profissional, política da ABEn e elementos básicos do diagnóstico (REBEn,1970).

No ano de 1971, no XXIII CBEn, Manaus, os temas oficiais foram, o princípio da investigação e o processo de observação sistematizada na enfermagem, o papel da enfermeira nos serviços de saúde diante da realidade regional ou local no Brasil, a participação da enfermeira no planejamento da saúde e recentes estudos e pesquisas nas especialidades de enfermagem (REBEn,1971). Em 1972, no XXIV CBEn, que ocorreu em Belo Horizonte, os temas oficiais foram a formação dos profissionais de enfermagem dos três níveis, o exercício profissional, participação da enfermeira no planejamento de saúde, e recentes pesquisas em enfermagem (CEBEn,1972). No ano de 1973, o XXV CBEn, realizado em João Pessoa, teve como temas oficiais, o currículo mínimo do curso de graduação em enfermagem e obstetrícia, recentes pesquisas em enfermagem, problemas relacionados com o ensino e o exercício da enfermagem nas áreas - médico-cirúrgica, materno-infantil, administração, saúde pública e humanização da enfermagem (CEBEn,1973).

Em 1974, o XXVI CBEn realizado em Curitiba, teve como temas as necessidades psicossociais e psico-espirituais dos pacientes, liderança, recentes pesquisas em enfermagem, educação em enfermagem, aspectos assistenciais de enfermagem e problemas de infecções hospitalares (CEBEn,1974).

XXVII CBEn que ocorreu no ano de 1975 em Salvador, teve como temas, integração do ensino e serviço de enfermagem, participação do pessoal nos programas de assistência à saúde nas populações da zona rural, problemas de assistências de enfermagem nos hospitais e clínicas particulares de grandes centros urbanos e recentes pesquisas em enfermagem (CEBEn,1975).. Em 1976, no XXVIII CBEn, que ocorreu no Rio de Janeiro teve como temas, a formação filosófica e religiosa da enfermeira, sistema de registro de enfermagem, projeção da ABEn na comunidade brasileira e pesquisa em enfermagem (CEBEn,1976).

No ano de 1977, o XXIX CBEn que ocorreu em Camboriú, teve como temas, situação de saúde no país – implicações para a enfermagem, relações da Enfermagem com as demais carreiras universitárias, a enfermeira e as habilitações em nível de 2º grau, relação trabalho-aprendizagem segundo Piaget, e Licenciatura em Enfermagem (CEBEn,1977).

Em 1978, no XXX CBEn que ocorreu em Belém, teve como tema central o Sistema Nacional de Saúde, cujos temas oficiais foram: a enfermagem e o sistema de saúde, o ensino e a assistência de enfermagem diante dos programas de extensão e cobertura, as inovações no ensino superior de enfermagem diante da assistência de saúde à população – possibilidades e limitações, e as entidades de classe (ABEn, Conselho Federal de Enfermagem, Sindicato) ( CEBEn,1978). Já no ano de 1979, o XXXI CBEn que ocorreu em Fortaleza, teve como tema central: desafios da enfermagem brasileira, e os temas oficiais foram, a enfermagem e a estrutura social, reflexos sobre a prática profissional, e o preparo e aperfeiçoamento de recursos humanos para a enfermagem (CEBEn,1979).

 

METODOLÓGIA

Trata-se de um estudo histórico que, segundo CARDOSO (1994, p. 25) “os estudos sócio-historicamente determinados devem levar em consideração os fatos articulados de uma dada época”.

As fontes primárias são os artigos publicados nos Anais dos CBEn (CEBEn, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1978, 1979), existentes nos acervos das Bibliotecas a saber: Setorial de Pós- Graduação da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EEAN/UFRJ), Nacional, Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (FENF/UERJ) e da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn – Seção Rio de Janeiro).

Os temas oficiais e livres dos CBEn de 1970 a 1976 foram publicados nos volumes da Revista Brasileira de Enfermagem (REBEn) dos respectivos anos. No entanto, é valido ressaltar que os referidos temas do XXII Congresso Brasileiro de Enfermagem, que ocorreu em São Paulo, em 1970, e o XXIII Congresso Brasileiro de Enfermagem, que ocorreu em Manaus, em 1971, foram publicados somente na Revista Brasileira de Enfermagem, não sendo publicados em Anais (REBEn,1970;1971).

As fontes secundárias são os livros que abordam os Congressos Brasileiros de Enfermagem e estudos referentes à enfermagem nas áreas de neonatologia e pediatria (teses, dissertações e periódicos nacionais).

De acordo com BRIGNOLI & CARDOSO (1983), existem dois tipos de fontes históricas: primárias e secundárias. As fontes primárias correspondem aos documentos escritos publicados no período estudado ou antecedente e resultam do tema pesquisado, e as fontes secundárias são livros e/ ou artigos sobre o tema estudado, ou relacionado com ele.

Procedeu-se a análise estatística, com apresentação dos dados através de tabelas com freqüências absoluta e relativa, quadros e gráficos. O tratamento estatístico “permite uma concentração maior e simplificação das informações, aproximando-as, facilitando desta forma as comparações, interpretações ou análise” (CERVO & BERVIAN, 1996, p. 14).

 

APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS RESULTADOS

Na análise dos dados referentes aos temas publicados nos Anais, foram encontrados um total de 197 temas oficiais e 227 temas livres. Na Tabela 1, verifica-se que no XXVI CBEn realizado em Curitiba, em 1974, foi apresentado 18,27% de temas oficiais e o XXX CBEn realizado em Belém, em 1978, teve 31,29% de temas livres.

t1

Com base na análise dos Anais dos CBEn, constata-se que no XXIX CBEn realizado em Camboriú no ano de 1977, somente foram publicados os trabalhos que receberam prêmios, e o XXXI CBEn realizado em Fortaleza no ano de 1979, foram publicados nos Anais somente os trabalhos referentes aos temas oficiais.

Pode-se supor que o número de trabalhos apresentados no congresso aumenta no final da década de 70, tendo em vista que nesta época já existiam cursos de pós-graduação estrito senso, em destaque, em 1972 o Curso de Mestrado da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EEAN / UFRJ).

Na Tabela 2, verifica-se que dos 197 temas oficiais, 10 (5,07%) estão relacionados à saúde da criança, sendo que no XXVII CBEn realizado em Salvador, em 1975, foi apresentado 1,52% de temas oficiais relacionados à temática.

t2

Na Tabela 3, verifica-se que dos 227 temas livres, 17 (7,48%) estão relacionados à saúde da criança, sendo que no XXX CBEn ocorrido em Belém, em 1978, foram apresentados 3,08% de temas livres relacionados à temática.

t3

Observa-se que o maior percentual da produção científica, referente a temática – saúde da criança na sessão de temas livres foi no XXX CBEn, em 1978, que ocorreu em Belém; ano em que alguns cursos de pós-graduação já tinha sidos criados no Brasil.

Verifica-se que a pós-graduação traz vantagens na dinamização da pesquisa, que é imprescindível como processo de desenvolvimento para promoção do saber específico.

O Gráfico 1 ilustra o número reduzido de temas oficiais e livres referentes à temática – Saúde da Criança em relação outros temas abordados nos congressos no período de 1970 a 1979.

g1

O Gráfico 2 ilustra um número reduzido de temas, sobre a saúde da criança, referentes ao meio extrahospitalar e uma predominância significativa do meio intrahospitalar, tanto nos temas oficiais quanto nos temas livres.

g2

q1

q2

 

CONCLUSÕES

Com base nos resultados, conclui-se que a temática – Saúde da Criança no recorte temporal de 1970 a 1979 foi pouco abordada, sendo que o XXVII CBEn realizado em Salvador em 1975 e o XXX CBEn realizado em Belém, em 1978 apresentaram os maiores percentuais, ou seja, 1,53% de temas oficiais e 3,08% de temas livres relacionados à temática respectivamente.

No tocante da produção científica referente a temática Saúde da Criança, pode-se verificar um baixo percentual de trabalhos publicados nos Anais do CBEn nos anos 70.

No âmbito da temática – Saúde da Criança- constata-se que o meio intrahospitalar ganhou destaque, pois na década de 70 predominava o modelo biomédico e a assistência à criança estava voltada para as ações curativas, visto que o hospital tinha uma posição central na prestação de saúde.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BERTOLOZZI, M.R.; FONSECA, R.M.G.S; FORCELLA, H.T. Congressos Brasileiros de Enfermagem: Meio Século de Compromisso da ABEn. Brasília: ABEn, 2000.

BRIGNOLI, H.P.; CARDOSO, C.F.S. Os métodos da história. 3.ed. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

CARDOSO, C.F.S. Uma Introdução à história, 10. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

CARVALHO, A.C. de. Associação Brasileira de Enfermagem- 1926-1976: documentário. Brasília: Associação Brasileira de Enfermagem, 1976.

CERVO, A.L.; BERVIAN, P.A . Metodologia Científica. 4. Ed. São Paulo: Markron Books, 1996.

CEBEn - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 24, 1972, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: ABEn, 1972.

_____________________ , 25, 1973, João Pessoa. Anais... João Pessoa: ABEn, 1973.

_____________________ , 26, 1974, Curitiba. Anais... Curitiba: ABEn, 1974.

_____________________, 27, 1975, Salvador. Anais... Salvador: ABEn, 1975.

____________________, 28, 1976, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ABEn, 1976.

____________________, 29, 1977, Santa Catarina. Anais... Santa Catarina: ABEn, 1977.

____________________, 30, 1978, Belém. Anais... Belém: ABEn, 1978.

_____________________, 31, 1979, Ceará. Anais... Ceará: ABEn, 1979.

FERRIANI, M.G.C; ROCHA, S.M.M; CANO, M.A.T. A prática da enfermagem pediátrica no Estado de São Paulo. In: Congresso Brasileiro de Enfermagem, 37, 1985, Recife. Anais... Recife: ABEn, 1985. p.371-381.

OLIVEIRA, I.C.S. A Institucionalização da Enfermagem Pediátrica: da Prática à Especialidade nos anos 70. Projeto integrado de pesquisa /CNPq. Brasília. 2003.

REBEn - REVISTA BRASILEIRA DE ENFERMAGEM, Rio de Janeiro, v.23: 1970.

___________________________ , Rio de Janeiro, v.24: 1971.

 

 

Texto recebido em 13/04/2006

Publicação aprovada em 30/04/2006

Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Não Adaptada.
Faculdade de Enfermagem / Universidade Federal de Goiás - Rua 227, Qd. 68, Setor Leste Universitário - Goiânia, GO, Brasil
CEP: 74605-080 - Telefone: +55 62 3209-6280 Ramal 218 - E-mail: revfen@gmail.com