Início Atual Expediente Instruções aos autores Sistema de submissão
 
Resumo
 

Gontijo DT. Adolescentes com experiência de vida nas ruas: compreendendo os significados da Maternidade e Paternidade em um contexto de vulnerabilidade/desfiliação. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2007;9(3):878-9. Available from: http://www.fen.ufg.br/revista/v9/n3/v9n3a26.htm

 

Adolescentes com experiência de vida nas ruas: compreendendo os significados da Maternidade e Paternidade em um contexto de vulnerabilidade/desfiliação1

 

Adolescents with live experience in the streets: understanding the meanings of maternity and paternity in a context of vulnerability and disaffiliation

 

Adolescentes con experiencia de vida en la calle: comprendiendo los significados de la maternidad y paternidad en el contexto de vulnerabilidad y desafiliación

 

 

Daniela Tavares GontijoI

IDoutora em Enfermagem pelo rograma Multiinstitucional de Pós Graduação – Doutorado em Ciências da Saúde – Convênio Rede Centro Oeste UnB/UFG/UFMS. E-mail: danielatgontijo@gmail.com.

 

 


RESUMO

Crianças e adolescentes fazendo das ruas seu espaço de sobrevivência traz à tona o processo de vulnerabilidade social vivenciado por muitas famílias brasileiras marcadas pela situação de miséria, abandono e violência. Nestes grupos  Castel (2005) identifica um processo crescente de fragilização e ruptura dos laços que as inserem no trabalho e nas relações sociais que lhes servem de suporte no cotidiano, podendo culminar na situação de desfiliação, tornando os indivíduos supranumerários, uma vez que flutuam na estrutura social sem encontrar um lugar designado. Neste contexto, muitos adolescentes vivenciam a sexualidade e a possibilidade ou a experiência de ser tornarem pais ou mães, baseados nos valores individuais mas também relacionados às limitações e possibilidades subjacentes a estes processos. O objetivo deste estudo foi analisar os significados de maternidade e paternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas, relacionando-os ao processo de vulnerabilidade/desfiliação discutido por Castel. Pesquisa social estratégica realizada em duas instituições não-governamentais que assistem adolescentes em situação de rua no município de Goiânia. Participaram deste estudo 13 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos que viviam em situação de rua há pelo menos 6 meses. Os dados, coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas e observação participante, e analisados no Método de Interpretação de Sentidos segundo os temas A Danada da Rua  e Pai apóia, mãe é 24hs. De uma forma geral, foi possível identificar como o processo de vulnerabilidade e desfiliação caracteriza e marca a trajetória de vida destes adolescentes. Além disso, que os processos de significação da maternidade e paternidade são impregnados tanto pelo contexto vivenciado, como também por valores relacionados às relações de gênero consideradas tradicionais na sociedade contemporânea. Assim, foi possível identificar um maior potencial da maternidade como um fator que  motiva a adolescente a buscar alternativas para além da vida nas ruas, revertendo a situação de desfiliação social para a de vulnerabilidade, em contraposição ao observado em relação à paternidade para os jovens deeste estudo.

Palavras chave: Vulnerabilidade social; Juventude de rua; Gravidez na adolescência.


ABSTRACT

Children and adolescents whose make the street as their surviving place, reflects the social vulnerability process experienced by a lot of Brazilian families living in misery, abandonment and violence situation. For groups similar to that, Castel (2005) identifies an increasing rupture process to their insertion in the working world and social relationship that supports daily life, which could culminate in disaffiliation conditions, becoming them an extra-number, because they float in social structure where they don’ find a designated location. In this context, many adolescent live their sexuality and the possibility or the experience to become fathers or mothers, based on individual values, but also related to the limitations and subjacent possibilities to these processes. The aim of this study was to analyze the meanings of maternity and paternity by adolescents with life experience in streets, relating it to the vulnerability and disaffiliation process by Castel. It was a strategic social research developed on two non-governmental institutions in Goiania, where adolescents that lives in streets are assisted. The subjects of this study was adolescents in age among 12 and 17 years old, whose were living in street by 6 months at least. Data were collected by semi-structured interviews and participant observation, and analyzed by the Senses Interpretation Method, through the themes “Damned Street” and “Father Supports; Mother is 24 Hours”. It was possible to identify how the vulnerability and disaffiliation process is characterized and determines the life trajectory of these adolescents. Moreover, that the signification processes of maternity and paternity are impregnated as by living context as by related values with genre relationship considered traditional in the contemporary society. Thus, it was possible to identify a large potential of maternity as a factor that motivates the adolescent girl to search for alternatives beyond the street life, reverting the social disaffiliation to the vulnerability situation, in opposition to the observed in paternity meaning for adolescent boys of this study.       

Key words: Social vulnerability; Homeless youth; Pregnancy in adolescence.


RESUMEN

Niños y adolescentes haciendo de La calle sus espacios de sobrevivencia reflecte el proceso de vulnerabilidad social en que viven muchas familias brasileñas en situación de miseria, abandono e violencia. A estos grupos Castel (2005) identifica un proceso cresciente de fragilidad y ruptura de los lacios que las insieren en el trabajo e en las relaciones sociales que les sirven de suporte en el cotidiano, culminando en la situación de desafiliación, tornado los individuos extra numerarios, una vez que fluctúan en la estructura social sin encontrar un hogar designado. En esto contexto, muchos adolescentes experimentan la sexualidad y la posibilidad o la experiencia de ser padres o madres, embasados en valores individuales, pero también relacionados a los limites e posibilidades subyacentes a estos procesos. El objetivo de esto estudio fue analizar los significados de maternidad e paternidad para adolescentes con experiencia de vida en la calle, relacionando estos al proceso de vulnerabilidad y desafiliación discutidos por Castel. Pesquisa social estratégico realizada en dos instituciones no gubernamentales que asisten adolescentes en situación de vida en la calle en Goiânia. Participaron del estudio 13 adolescentes entre 12 e 17 años de edad viviendo en situación de calle haciendo seis meses en mínimo. Los datos, colectados por medio de entrevistas semi-estructuradas e observación participante, e analizados pelo Método de Interpretación de Sentidos, segundo los temas “La malvada calle” e “Padres apoyan; Madre es 24 horas”. De modo general, fue posible identificar como el proceso de vulnerabilidad y desafiliación caracteriza y marca la trayectoria de vida de estos adolescentes. Además que los procesos de significación de maternidad e paternidad son impregnados tanto pelo contexto de vida, como también por valores relacionados a las reacciones de género consideradas tradicionales en la sociedad contemporánea. Así, fue posible identificar un mayor potencial de la maternidad cómo un factor que motiva la adolescente en la búsqueda de alternativas para allende la vida en las calles, revertiendo la situación de desafiliación social para a de vulnerabilidad, en contraposición al observado en relación à la paternidad para los adolescentes de esto estudio.

Palabras clave: Vulnerabilidad social; Jóvenes sin hogar; Embarazo en adolescencia.

 

 

Resumo recebido em 01.12.07

Aprovado para publicação em 10.12.07

 

 

1 Tese de Doutorado, título “Adolescentes com experiência de vida nas ruas: compreendendo os significados da Maternidade e Paternidade em um contexto de vulnerabilidade/desfiliação.” defendida e aprovada no Programa Multiinstitucional de Pós Graduação – Doutorado em Ciências da Saúde – Convênio Rede Centro Oeste UnB/UFG/UFMS, em 09 de novembro de 2007, sob orientação do Professor Doutor Marcelo Medeiros. Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Brasil.

 
Licença Creative Commons A Revista Eletrônica de Enfermagem está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Faculdade de Enfermagem / Universidade Federal de Goiás - Rua 227, Qd. 68, Setor Leste Universitário - Goiânia, GO, Brasil.
CEP: 74605-080 - Telefone: +55 62 3209-6280 Ramal 218 - E-mail: revfen@gmail.com.